Vencedor do Desafio quer cursar Tecnologia da Informação

 
Foi encerrada na semana passada a 11ª edição do Desafio de Redação. Desenvolvido pelo Diário, o concurso literário foi iniciado em agosto e contou com participação de estudantes do Grande ABC. Neste ano, foram selecionadas 104.451 redações desenvolvidas por alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, além da EJA (Educação de Jovens e Adultos). Todos tiveram que elaborar material sobre o tema O Lixo Nosso de Cada Dia.
 
A cerimônia de premiação ocorreu na quinta-feira, no ginásio do Campus Barcelona da USCS (Universidade Municipal de São Caetano). O grande vencedor do projeto nesta temporada foi Matheus Bastos de Oliveira, 17 anos, de São Bernardo, que faz parte dos alunos do 3º ano da EE Metalúrgico Luis dos Santos, localizada no bairro Montanhão. Seus pensamentos sobre o assunto colocado em pauta estão em O Lixo de Carne e Osso (veja no fim da matéria). Ele recebeu o anúncio do apresentador, ator e comediante Robson Nunes, nascido em São Bernardo. 
 
Pelo destaque de sua redação, Oliveira ganhou bolsa integral de estudos na USCS – mas ele ainda precisa passar no vestibular da universidade local – e uma bicicleta feita a partir de material reciclável.
 
“Estou muito feliz e, no fundo, sabia que iria vencer”, contou o adolescente, que deseja cursar Tecnologia da Informação em sua próxima etapa estudantil.
O Desafio de Redação 2017 foi co-realizado pela USCS, com patrocínio da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), governo do Estado, Braskem e da rede de academia Smart Fit.
 
Confira o texto campeão:
 
“Sabemos que lixo é um termo que se refere à tudo aquilo que é inútil, que não tem mais valor ou que já perdeu a importância, no decorrer da vida aprendemos que existem os lixos recicláveis e os que não são mas o termo ‘lixo’ pode também se referir à um objeto ou até mesmo uma informação sem utilidade, porém o que trataremos aqui é a ‘ignorância do ser humano e o lixo da humanidade’.
Vivemos em um mundo onde praticamente tudo é difícil de se conquistar e isso vai da área da saúde até a educação, como por exemplo, uma pessoa que não tem condições financeiramente, ela raramente terá uma boa educação e uma saúde que ela merece, nos dias atuais só sobrevivem os fortes (ricos) enquanto outros em algum lugar do mundo padecem de fome, e quantas das vezes a gente tem jogado um prato de comida no lixo e eu falo de mim mesmo que já cansei de fazer isso. O mais engraçado é que de todos esses acontecimentos existem pessoas que se acham melhor que as outras e pelo fato de exercerem uma profissão e possuírem uma renda alta se sentem superiores ao demais, mas quando morremos iremos deixar tudo para trás.

Não estou aqui para apontar seus defeitos e falar que sou melhor que você, se tem um aprendizado que você adquire no decorrer da vida é de que todos nós somos iguais, independente de qualquer outro fator seja o gosto musical, estilo, religião, filme favorito etc, e quero relembrar que como vocês eu erro e continuo errando mas a cada um deles que eu cometo, logo em seguida me levanto e continuo a caminhada porque não é fácil e nunca será, e é por esses motivos e por mais mil que devemos respeitar valores e tradições para podermos eliminar o lixo do Planeta Terra.”